Política de privacidade Assedio.Online & bot Telegram


Em resumo:
• Tratamos seus dados de maneira cuidadosa, cumprindo tanto a lei chilena quanto as estritas normas europeias.
• Não compartilhamos dados de nossas usuárias com terceiros, a menos que seja estritamente necessário para prestar nossos serviços.
• Caso haja alterações nesta política, assinalaremos a alteração e a anunciaremos em nossos distintos canais.
• Recolhemos e tratamos dados como seu nome de usuária e suas interações na página apenas para interagir com nossas usuárias, e por tempo limitado.
• Não somos responsáveis pelo que é feito por outras páginas da Internet cujos links estejam exibidos em nossa página.
• Adotaremos as medidas de seguranças necessárias para evitar filtragem de dados.
• Você pode exercer os seus direitos através do e-mail privacidad@acoso.online

O mesmo, mas redigido por advogadas:

1) Sobre esta política
• Esta política explica o tratamento que o Assedio.Online dá aos dados pessoais. O Assedio.Online tem o máximo interesse em minimizar os dados que coleta e processa, buscando armazená-los somente pelo tempo necessário e conforme os fins declarados para sua coleta, com o máximo de presteza possível.

2) Vigência e alterações da atual política
• Esta versão da política está vigente desde maio de 2019. Podemos modificá-la para adequá-la a mudanças legais ou às decisões da jurisprudência, assim como a outras modificações que possam ser introduzidas em aplicativos, redes sociais, serviços de mensagem, plataformas ou no site.
• Em todos os casos, as mudanças realizadas serão anunciadas e comunicadas oportunamente em nossa página da Internet e em nossos canais de comunicação (redes sociais, @AcosoOnlineBot). As políticas de privacidade anteriores e sua vigência temporal ficarão à disposição neste link.

3) Quais dados tratamos e de quem
• No Assedio.Online tratamos os seguintes dados:
• (a) Usuárias do site: coletamos apenas estatísticas de navegação, que tornamos anônimas antes de seu registro, truncando o endereço de IP das visitantes com ferramentas administradas por nós mesmas. Não compartilhamos essas informações com ninguém, a menos que seja necessário para prestar nossos serviços. Também limitamos o armazenamento dos registros e perfis das internautas a um período inferior a 6 meses.
• (b) Usuárias da @AcosoOnlineBot: ao iniciar a interação, as usuárias serão informadas da atual política antes do uso da robô. Caso continuem a utilizar a plataforma, trataremos os dados pessoais estritamente necessários à prestação do serviço, tais como: nome de usuária do Telegram, interações com a plataforma que possam gerar perfis de usuárias (apenas para manter a coerência das interações com a plataforma) e outras informações derivadas, conforme especificado mais adiante.
• Nossa @AcosoOnlineBot opera no Telegram e o faz cumprindo os termos de uso da plataforma com relação ao serviço prestado (mensagem instantânea ou bots). Consequentemente, as usuárias da @AcosoOnlineBot também aceitarão os termos de uso dessa plataforma.
• (c) Usuárias de serviços de terceiros: para as usuárias que interagem conosco em plataformas de terceiros (redes sociais, correio eletrônico ou outros), o tratamento de dados será regido pelo estabelecido nos termos de uso de cada plataforma, sem que nós realizemos qualquer tratamento adicional das mesmas informações além do estritamente necessário para continuar a interação.

4) Finalidades do tratamento de dados e tratamento anonimizado
• Os dados pessoais aos quais tenhamos acesso em nosso site, na @AcosoOnlineBot ou em plataformas de terceiros poderão ser integrados em bases de dados automatizadas em conformidade com as normas chilenas de proteção de dados pessoais e com o disposto no Regulamento Geral de Proteção de Dados Pessoais da União Europeia (deste trecho em diante, o “RGDP”).
• As respostas às perguntas realizadas pelo programa são sempre voluntárias e têm como única finalidade facilitar a interação com a plataforma e o fornecimento de informações relevantes.
• O Assedio.Online informa que não adota nenhum tipo de decisão automatizada que possa afetar os direitos de suas usuárias. Alguns dados derivados das interações com nossos serviços poderão ser tratados de maneira conjunta para fins estatísticos, caso em que os dados de identificação das usuárias serão devidamente anonimizados e processados apenas pelo Assedio.Online, não sendo nunca reidentificados.

5) Links para sites de terceiros
• No transcurso da interação com o programa, poderão ser exibidos links para outras páginas da Internet. A usuária deve estar ciente de que o Assedio.Online não é responsável pelas práticas de privacidade nem pelos conteúdos dessas outras páginas. Recomendamos às usuárias que estejam conscientes de que o uso de um desses links implica em abandonar nossas plataformas e que é necessário ler cuidadosamente as políticas de privacidade dessas outras páginas que solicitem dados pessoais.

6) Como tratamos os dados
• Conscientes da necessidade de promover o máximo de respeito pela intimidade e pela privacidade de nossas usuárias e em conformidade com as normas legais aplicáveis, o tratamento de dados pessoais é regido pelas seguintes regras:
• Adotaremos as medidas que sejam adequadas para preservar a confidencialidade dos dados pessoais das usuárias que se registrem como tais em nosso site ou por meio de redes sociais ou aplicativos de envio de mensagens. Os dados pessoais só serão utilizados para o cumprimento dos fins indicados;
• Não comunicaremos nem enviaremos a terceiros os dados pessoais das usuárias sem consentimento expresso.

7) Processamento de dados
• Quanto às exigências específicas das normas da União Europeia, os dados pessoais que possam ser solicitados serão tratados conforme a legislação de proteção de dados vigente. Especificamente, o Regulamento Geral sobre Proteção de Dados Pessoais da União Europeia e suas normas derivadas.
• Adotamos medidas técnicas e de organização necessárias para evitar perda, uso indevido, alteração, acesso não autorizado e roubo dos dados pessoais fornecidos, levando em conta o estado da tecnologia, a natureza dos dados e os riscos aos quais estão expostos.
• O Assedio.Online vive – assim como os dados que solicita – alojado nos servidores fornecidos por uma empresa externa prestadora de serviços de alojamento de dados.

8) Exercício de direitos por parte das usuárias e contato
• No que diz respeito à legislação chilena, a titular dos dados pessoais poderá a todo momento exercer os direitos outorgados pela Lei N° 19.628 e suas modificações posteriores.
• Especificamente, poderá solicitar informações acerca de quais dados pessoais se mantêm registrados, além de solicitar que seus dados pessoais sejam alterados quando não estejam atualizados ou corretos, bem como poderá solicitar a eliminação ou o cancelamento dos dados entregues quando assim o desejar. Também poderá opor-se à utilização de seus dados pessoais para fins estatísticos.
• Para exercer seus direitos, a usuária deve dirigir-se a privacidad@acoso.online , indicando claramente sua solicitação e os identificadores de usuária correspondentes.
• Processaremos essas solicitações com a maior presteza e rapidez possíveis, de modo a cumprir não apenas com a lei chilena, mas também com os mais altos padrões globais e regionais nessa matéria.

Versão 2.0, Maio de 2019